sexta-feira, 12 de agosto de 2011

AGENTES QUÍMICOS - QUESTÃO DE BOM SENSO




AGENTES QUÍMICOS: QUESTÃO DE BOM SENSO
Autores: José Roberto da Rocha Moreira, Osvaldo Luiz Gonçalves Quelhas e Robson Spinelli Gomes
Ilustração: Beto Soares/Estúdio Boom

Análise comparativa aponta defasagem em limites estabelecidos no Brasil
A atividade laboral pode representar a maior contribuição para a exposição de pessoas a agentes químicos. Muitas doenças têm sido relacionadas à presença destas substâncias nocivas nos ambientes de trabalho como asma, alergias e algumas formas de câncer, por exemplo. Diante disso, a exposição aos agentes químicos e sua regulamentação nos locais de trabalho constituem matéria de relevância para a pesquisa científica.

Para proteger a saúde destes trabalhadores, as autoridades e os organismos credenciados definem Limites de Exposição Ocupacional (OELs - Occupational Exposure Limits). Os métodos de determinação e o nível de proteção esperado destes limites variam entre os países e organismos que os definem. Os limites de exposição constituem uma estratégia reconhecida para o controle dos riscos ocupacionais, prevenindo doenças e outros efeitos adversos que incluem irritação nos olhos, sedação e efeitos narcóticos.

Em 1920, começaram a ser propostos alguns destes limites, primeiramente os relacionados à exposição a monóxido de carbono, óxido de zinco e poeiras de fluoretos. Em 1946, a ACGIH (American Conference of Industrial Hygienists) emitiu sua primeira lista de TLVs (Thresholds Limits Values). Estes limites foram definidos como Maximum Alowed Concentrations (Concentração Máxima Permitida), sem explicações complementares, incluindo cerca de 130 substâncias. À época, autoridades britânicas criticaram a prática americana pela grande ênfase dada às medidas e pela alta confiança atribuída aos valores limites de referência. Harvey, que era inspetor de fábrica do Reino Unido, chamava-os de "concentrações teóricas máximas permissíveis".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.